Enquanto o livro não vem.


É triste.

Triste é o caminho sem pedras

É a rosa, desprotegida, sem espinhos

É a voracidade da formiga

que transforma o jasmineiro em flor

em cadavéricos galhos sem nenhuma cor

Triste é a boca de lobo que não uiva

e engole calada, qualquer desaforo ou cusparada

Triste é o sol que se deita antes do anoitecer

São as pupilas minhas sempre dilatadas

Na esperança de te ver.

Mais triste ainda será quando chegar o dia

e eu não te reconhecer...



Escrito por Cíntia Rosângela às 22h27
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Meu perfil


BRASIL, Sul, PORTO ALEGRE, Mulher



Meu humor



Histórico


Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 palavras mortas.
 Túmulo vazio.
 A garganta da Serpente
 Bestiário
 Charles Kiefer
 Carcasse